Presidente da CDL quer volta do comércio em junho e avalia feriadão

Foto: Blog do Max Silva

O empresário Artur Bolinha, presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Campina Grande (CDL-CG), durante entrevista à Rádio Panorâmica FM nesta sexta-feira (29), falou sobre retomada do funcionamento do comercio na cidade.

Bolinha acha que é possível o retorno das atividades já no mês e junho, desde que sejam seguidas as recomendações contidas em uma cartilha elaborada pela Prefeitura.

“A gente não tem condições de ficar em casa o tempo inteiro. Vamos ter que voltar e enfrentar, mantendo as medidas de segurança. Minha opinião é que a gente poderia pensar na abertura do comércio em 08 de junho e os shoppings no dia 15 de junho”, disse.

Artur falou que o feriadão que foi decretado pela prefeitura não terá efeito na contenção da disseminação do novo coronavírus.

“Talvez até piore, porque o centro de campina Grande está uma aglomeração hoje que parece véspera de natal, porque em função da quantidade de dias se aglomerou. É uma medida totalmente desproporcional. As pessoas se infectam em casa”, pontuou.

Ele avaliou os números do Caged que apontam mais 1.600 demissões em Campina Grande no mês de abril, em virtude da pandemia de Covid-19.

“Quando for divulgado maio vai aumentar significativamente o número de pessoas desempregadas em Campina Grande. Acredito que talvez repita esse número, chegando a 3.500 pessoas desligadas e com sinalização de aumentar mais em junho”, disse.

ANUNCIANTE