Com pandemia, Campina tem redução no número de acidentes

A Prefeitura de Campina Grande, através da STTP, divulgou na manhã desta quinta-feira, 08, uma análise das vítimas de acidentes de trânsito ocorridos em Campina Grande, apontando uma significativa redução de 14% no primeiro semestre, em comparação ao mesmo período em 2019.

O relatório apresentado aborda uma visão dos acidentes com vítimas ocorridos no 1º semestre de 2020 em três aspectos: forma geral, com motocicletas e atropelamentos de pedestres, fazendo um comparativo com o mesmo período do ano anterior.

Além de identificar os principais locais concentradores de acidentes, essas análises fazem parte do acompanhamento e monitoramento da situação como parte das ações do Projeto de engenharia de tráfego, que tem como meta reduzir e estabilizar o número de mortes e lesões decorrentes de acidentes de trânsito na cidade.

De acordo com dados 2020 apresentados no relatório divulgado pela Divisão de Estatísticas da STTP, em comparação com dados do mesmo período em 2019, verifica-se que no ano anterior ocorreram:

– 1.074 acidentes em geral (redução de 14%); 886 acidentes com moto (redução de 8%); 77 atropelamentos de pedestres (redução de 41%), e 17 acidentes fatais (aumento de 13%).

No geral em 2020, até o mês de setembro foram registrados:

– 1.515 acidentes em geral; 1.241 acidentes com motocicletas; 104 atropelamentos de pedestres; 19 acidentes fatais sendo 20 óbitos, e 92 acidentes com envolvimento de álcool. (Obs. condutores e/ou vítimas).

Dos corredores que apresentaram redução destacamos três:

– Juscelino Kubitschek (redução de 58%); – Elpídio de Almeida (redução de 40%) e Aprígio veloso (redução de 37%).
Dentre os corredores que apresentaram aumento destacamos dois:

– Br. 104 (aumento de 45%) e Eng. Lourival de Andrade (aumento de 45%).

Observa-se que: apesar de janeiro e fevereiro terem apresentado aumento, no 1º semestre/2020 houve uma redução de 14% nos acidentes em geral.

Esta redução foi influenciada principalmente pelo mês de abril dado a redução ter sido de 38% e também pela expressiva redução dos atropelamentos de pedestres.

Nos acidentes com envolvimento de motocicletas, houve uma redução de 8% nos seis primeiros meses, também tendo sido influenciado principalmente pelo mês de abril onde a redução foi de 39%.

Nos atropelamentos de pedestres, a redução de foi mais expressiva, -41%, visto que, 5 meses apresentaram redução, de no mínimo 17% em março, e chegou a 74% no mês de junho, comparando com junho de 2019.

Dos corredores que apresentaram redução destacamos 3: Juscelino Kubitschek (redução de 58%); Elpídio de Almeida (redução de 40%); e Aprígio veloso (redução de 37%).

Dentre os corredores que apresentaram aumento destacamos dois: Br. 104 (aumento de 45%) e Engenheiro Lourival de Andrade (aumento de 45%).

Impacto da Pandemia Covid 19 – Observa-se que o distanciamento social e as medidas de combate ao Coronavírus, contribuíram expressivamente para a redução dos acidentes no primeiro semestre, dado que, no 1º trimestre, com exceção dos atropelamentos de pedestres, houve um aumento de 2% nos acidentes em geral, e de 6% nos acidentes com motocicletas.

Já, no segundo trimestre (início da pandemia e medidas de enfrentamento ao corona vírus) houve uma redução de 28% nos acidentes em geral influenciado principalmente no mês de abril dado a redução ter sido de 38%; e de 23% nos acidentes com motocicletas em relação ao 2º trimestre de 2019, também bastante impactado pela redução no mês de abril(39%); Os atropelamentos de pedestres foram os mais impactados positivamente pelas medidas de combate ao corona vírus, dado ter reduzido em 63% comparado com o 2º trimestre de 2019, tendo chegado a 70% ou mais, nos meses de maio e junho.

ANUNCIANTE