Ludgério avisa: não vamos engolir nome escolhido entre quatro paredes

Foto: Blog do Max Silva

O deputado estadual Manoel Ludgério (PSD) quebrou o silêncio nesta terça-feira (03) e falou sobre a sucessão municipal e sua pré-candidatura a prefeito de Campina Grande.

Em texto divulgado nas redes sociais, Manoel avisa que se mantém na disputa e não vai aceitar imposição de nomes escolhidos entre quatro paredes.

Sem citar quem, Manoel ainda mandou um recado a um dos nomes do grupo: “Um dos postulantes, deve lembrar-se que até às últimas horas de 2016, lutou para inviabilizar a eleição de Ivonete para a Presidência da Câmara. Este, não tem força humana que nos faça apoiar”, disse.

Ele cobrou reciprocidade aos gestos de lealdade de sua família para com o grupo hoje governista em âmbito municipal. Manoel endossa as palavras da esposa, Ivonte Ludgério, ditas na manhã desta terça.

Veja a integra do texto.

 

Mas não vamos engolir em hipótese alguma, qualquer que seja o nome, entre quatro paredes e com decisão de cima para baixo. Um dos postulantes, deve lembrar-se que até às últimas horas de 2016, lutou para inviabilizar a eleição de Ivonete para a Presidência da Câmara. Este, não tem força humana que nos faça apoiar.

Portanto, mantenho integralmente meu nome como pré-candidato a prefeito de Campina, a disposição do grupo político que hábito desde 1987. Se o critério for experiência e capacidade técnica, eu tenho, fui Vereador por três mandatos, Presidente da Câmara, Prefeito interino, secretário municipal por duas vezes, Secretário de Estado, Deputado no quinto mandato.

Se o critério for lealdade, também preencho o requisito! Com este grupo atravessei longos períodos na oposição. Ivonete foi líder da oposição na Câmara por quase 8 anos, quando Cássio foi brutalmente afastado do cargo de Governador, nenhum Deputado quis liderar a oposição, eu assumi o desafio. Nossos inúmeros gestos de lealdade, também nos proporcionaram dissabores, contra os quais lutamos até hoje.

Blog do Max Silva